Saturday, October 23, 2004

PEDAÇOS DE MIM

chegas-te sem avisar
chegas-te sem medo
ao teu colo me levas-te
para onde entendes-te

minha roupa foi tirada
minha alma foi despida
teus braços me tomaram
era eu a pretendida

sem cama nem lençois
ficamos sò os dois

almas puras e gemeas
tomaste-me para ti

meu corpo dava o sinal
o teu repondia tambem
dei-te o prazer final
e tu,... meus filhos...
... sou mãe

Liz, 21 de Outubro de 2004

4 comments:

Anonymous said...

...A melhor coisa que se pode dar, ...e quando é com amor !!!!!

Micas said...

Liz os teus poemas são lindos, sentidos. Saio daqui sempre com um sorriso nos lábios.
Já ontem tinha tentado comentar, mas o sistema não abria??
Beijinhos e bom fim de semana

frog said...

...os teus poemas, são ternos e sensuais, gosto muito!

Beijos

BlueShell said...

LIZ...quando o Nosso AMOR, aquele que mais amamos, que tem sido nosso companheiro nos bons e maus momentos da vida...tem um problema cardíaco que pode, a qualquer momento, ser fatal...sentimo-nos assim! Desesperados para que o Tempo páre e não passe! Tu entendes-me! Bjs