Wednesday, March 09, 2005

AO SOM DO AMOR

.
.
.
Ternamente apaixonados
Dançámos ao som do amor
.
Nossos corpos elevam-se
Embalados na leveza da paixão
.
Nossos lábios se unem
Nossas línguas se tocam
.
Mãos que se apertam
Trocando ternas carícias
.
Roupas que a loucura desaperta
Misturam-se salivas e odores
Nossos corpos se unem
e em nossos gemidos soltos
Nossa alma se liberta
.
.

Ternura e amor misturados com prazer
Sentidos como na primeira vez
.
Atingimos o clímax
Regamos com prazer a paixão
.
Nossos corpos molhados
Transpiram satisfação…
...
..
.
LIZ, Vila Real, 9 de Março 2005

7 comments:

Micas said...

É lindo o vosso amor! saio daqui sempre com um sorriso nos lábios, só fico triste por saber que voçês não estão juntos, ainda que seja só fisicamente, não é justo. Beijinho grande e bom fim de semana

Anonymous said...

É tão lindo e gratificante ao ler-mos um poema assim de amor. Um pouco erótico digamos mas contem simplicidade e fascinio pela arte de amar.Não fiquem separados porque um amor assim já é muito difícil de encontrar e vive-lo:)
bjs

Karol said...

Oi Liz...
Lindissimo teu texto...
Vim desejar-te um ótimo domingo...
Bjinhos =)

Anonymous said...

Oiiii,

Adorei seu blog, nossaaaaaa fiquei tão apaixonada q vou vir por aqui sempre, vc escreve mto bem qdo o assunto é "AMOR".

Bjnhos e td d booommmmm,
Gleice Lúcia

Eliane Alcântara. said...

Liz, vim conhecer seu espaço e aqui encontrei coisas lindas.
Parabéns pelos poemas.
Um beijo!

BlueShell said...

Gosto de te ler...
Jinho, BShell

Nilson Barcelli said...

Liz,
Eu já tinha comentado este post.
Apagaste-o ou fui eu que meti os pés pelas mãos...?
É um magnífico poema. Parabéns.
Beijinhos.