Friday, February 10, 2006

PEDRA LAMINADA

Cada pedra tem seu gume
Esquinas por lapidar
São negras ou brilhantes
Frias como a noite
Tentar desvendar sua beleza
Encontramos algo misterioso
Somos deparados com a vida
Com corações de pedra
Frieza nas veias
Palavras indolentes ...
Escrúpulos são mirados
Num espelho sem reflexo
Onde a miragem sem volta
Desnuda ira e preconceitos
Afiados como laminas….
Olhos brilhantes de ilusão
Vertem raiva e dor
Como um simples coração
de PEDRA
.
.
LIZ,FEVEREIRO de 2006

6 comments:

Micas said...

Olá Beta, já tinha saudades de te ler. Estive em Portugal por causa do meu pai, retomo agora as visitas, devagarinho!!
Fica bem. Beijinhos

Carmem L Vilanova said...

Amiga,
Happy Valentine´s Day... Como nao podia deixar de ser, deixei uma pequena mensagem aos meus amigos lá no meu blog, e, claro, esta mensagem é para ti também!
Beijos, flores e muitos sorrisos para ti!

111x6 said...

Belíssimo post Liz , parabéns ! Você tem o meu carinho e a minha admiração .

Acmea said...

Penso que cada um de nós é uma pedra por laminar e apenas os anos nos podem tornar verdadeiros diamantes (ou não...). Bela forma de escrever. ;)

Carmem L Vilanova said...

Querida amiga, estive meio ausente mas já estou voltando, pouco a pouco... Gostei de poder ler-te outra vez!
Muitos beijos, flores e muitos sorrisos neste começo de nova semana!

Canephora said...

Já não vinha aqui a algum tempo e gostei muito de ler este post, assim como já tinha gostado antes, mas este dos diamantes... são como as pessoas, quando lapidadas, cada lado é sempre maravilhoso e real, visto mais de perto sempre tem um risco ou outro.... muito bom.