Friday, December 02, 2005

NADA SEM TI

Cada pensamento é livre
Cada história é real
Os sentimentos são íntimos
Puros ou sagazes…
Trazia em mim recordações
Ilusões perdidas no tempo
Reflectia no espelho a tristeza
Olhos apagados pela desilusão
Sem cavalo nem espada
Enfrentei medos e impudências
Procurando-te no mar
Descubro ostras sem pérolas
Procurando-te em tempestades
Descubro avalanches de cinismo
Achei o tesouro
Num jogo de palavras
Cobertas de incertezas...
Desnudo meu coração
Repleto de fraquezas
Encontro um menino homem
Perdido num desfiladeiro
E com meu coração débil
Torno-me mulher em ti
Perdendo-nos no tempo
Achados entre lençóis …
..
(13 anos magnificos ao lado de uma pessoa maravilhosa)
.
.
LIZ, DEZEMBRO de 2005

7 comments:

Karol said...

Muito lindo seu texto Liz, uma prova de amor...
Tenha um iluminado fds, bjos =)

blueshell said...

Maravilha!
beijos, BShell

Alma de Poeta said...

Lindo o poema. Maravilhoso o motivo da inspiração. Felicidades que se repiram por muitos bons e longos anos, com paz, compreensão, cumplicidade, e muito mas muito amor, se possivel intercalado com paixão.
Beijinhos amiga

Carmem L Vilanova said...

Querida amiga!
Hoje eh dia de festa la em casa outra vez... gostaria de poder contar com tua presenca tao querida, para comer um pedacinho de bolo comigo... :o)
Muitos beijinhos para ti!

Nilson Barcelli said...

Parabém querida LIZ pelos teus 13 anos ao lado do menino homem Artur, o teu cavaleiro sem cavalo nem espada, mas, do que conheço, uma pessoa formidável.
Parabéns a ambos. A ti em dulicado, pois o poema é belíssimo.
Beijo.

Ruy said...

Muitos parabéns pelo que nos dedicas... pedaços de ti, de vós. É lindo. Espero poder continuar a vir aqui, buscar inspiração... continua a sentir no coração esse sentimento lindo.

FF said...

GOSTO MUITO DOS SEUS POEMAS, ACHO QUE TEM MUITO JEITO.
O SEU SITE É DOS MELHORES QUE JÁ VISITEI.